Análise de Crédito

Posso utilizar renda informal como comprovante de rendimentos ?

Pode, mas é preciso confirmar quais documentos são aceitos pelo agente financeiro.

É possível incluir as despesas da documentação no financiamento ?

Sim, desde que esteja dentro da capacidade de pagamento do comprador.

 

A análise de crédito é iniciada quando todos os documentos solicitados no checklist são entregues, nesta etapa os principais objetivos são verificar:

  • Capacidade de pagamento do cliente

  • Valor máximo de financiamento

  • Utilização do FGTS

  • Apontamentos restritivos

  • Risco na concessão do crédito

Os critérios podem variam de acordo com o agente financeiro, para evitar erros e atraso no processo é indicado conversar e esclarecer todas as dúvidas com o responsável pela análise de crédito, afim de identificar e solucionar as pendências e impedimentos para a concessão do crédito imobiliário.

O Correspondente Imobiliário ou responsável pela análise faz o cadastro do cliente, analisa a composição da renda e confere as condições da compra do imóvel como: valor de compra e venda, valor de entrada, saldo das contas FGTS (caso utilize na entrada) e o valor do financiamento que o comprador vai precisar.

Um fator importante a ser analisado é o comprometimento da renda do comprador, que pode limitar a capacidade de financiamento ou até mesmo não aprovar a concessão do crédito imobiliário caso a renda já esteja comprometida com outros empréstimos e financiamentos. As instituições financeiras normalmente não comprometem mais do que 30% da renda bruta.

Caso a renda não seja suficiente para financiar o que o comprador precisa, as alternativas são aumentar o valor de entrada ou incluir mais uma pessoa na composição da renda, é preciso confirmar a regra de inclusão de participantes para compor renda pois alguns bancos exigem que haja vinculo familiar. Em último caso vale escolher outro imóvel com valor um menor.

Nas pesquisas cadastrais é verificado se o comprador não está com pendências nos órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa, também é confirmado se não tem problemas com a justiça trabalhista, Receita Federal ou qualquer entidade semelhante.

Para evitar a reprovação do financiamento e o cancelamento do processo de habitação é recomendado ao comprador buscar orientação e ajuda com especialista em crédito imobiliário que sejam credenciados aos agentes financeiros.

 

Caroline Melo
Especialista em Financiamento Imobiliário

Leia também:

Financiamento Imobiliário: Aprenda rápido as 5 etapas do processo

Etapa 1 – Simulação e Comparativo das Taxas de Juros

Etapa 2 – Documentação para o Processo de Habitação

Etapa 4 – Avaliação do Imóvel e Laudo de Engenharia

Etapa 5 – Assinatura do Contrato e Registro no Cartório

2 respostas a “Etapa 3 – Análise e Concessão do Crédito Imobiliário”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *